Paulo Joanello fala sobre a conquista do bracelete

Durante o BSOP Millions, o Mundo Poker gravou uma série de 11 episódios do quadro “Poker de Boteco”, um programa comandado por Ytarõ Segabinazzi com entrevistas descontraídas e muitos goles de cerveja com personagens importantes do poker brasileiro. Para a estreia do programa, o primeiro episódio é com o campeão mundial Paulo Joanello.

O paranaense fez história ao conquistar o Evento #77 (US$ 1.500 Fifty Stack) da WSOP em Las Vegas. O bracelete dourado veio acompanhado de uma bela premiação de US$ 321.917. A primeira pergunta de Ytarõ para o campeão foi a seguinte: pra quem não conhece, quem é Paulo Joanello?

“Eu sou empresário, jogo poker há 14 anos. Vivo do poker agora com nossas empresas de poker online (Paulo é sócio de alguns empreendimentos ligados à aplicativos) e tô sempre correndo o circuito”, explica. “Quem não me conhece é porque não tá nos KSOPs, BSOPs”, pontua. Inclusive, ele venceu o High Roller Light do KSOP no Rio de Janeiro em 2020.

“Eu sempre quis ganhar o bracelete. Tô indo pras Las Vegas desde 2013 e agora em 2021, foi no apagar das luzes ali. Aquele era o último que eu podia jogar, acabava dia 18 e minha passagem era para o dia 19, dia 20 e acabou que deu certo”, relembra em uma das partes. Paulo também contou que a programação para a viagem foi “cara e complicada”.

LEIA MAIS: Paulo Joanello tem arrancada histórica na mesa final, vence heads-up dificílimo e conquista o Evento #77 da WSOP

Em outro momento do papo de quase 20 minutos, ele conta sobre a fama repentina. “Eu tô lidando da melhor maneira possível. Eu gosto de falar, gosto de ver a emoção das pessoas. Cada um reage de um jeito. Tem gente que eu nunca vi na vida que fez vídeo me agradecendo, dizendo que representou o Brasil. Não tem como não arrepiar”, diz.

Um dos melhores trechos da conversa com Ytarõ é a chegada no Brasil. Depois de uma longa e exaustiva viagem, Joanello teve uma recepção de gala com uma festa surpresa em casa. Ainda teve o título do Athletico Paranaense na Copa Sul-Americana, seu time de coração, durante o evento. Ou seja, nada de descanso.

“Cheguei em casa louco para descansar, né? Cheguei em casa e minha filha disse ‘papai, não olha’. Nunca imaginei que ia ter umas pessoas ali. Achei que ia ter um agrado. No que ela abre a porta, tinha 40, 50 pessoas lá, copo estilizado ‘campeão mundial, Paulo Joanello’, caricatura, televisão com “bem-vindo campeão”, churrasco… e eu louco para dormir”, brinca.

Confira o Poker de Boteco #01 com Paulo Joanello:

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #22:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.