Dylan Weisman é campeão do Evento #28 PLO da WSOP

O Brasil segue com um bom ritmo na WSOP em Las Vegas. A primeira mesa final já ocorreu com o craque João Simão, mas a briga pelo primeiro bracelete do país em 2021 ainda está em aberto. No Evento #33, o 8-Handed NLH Deepstack, quatro jogadores brasileiros avançaram ao Dia 2 e deram um passo a mais em relação a esse objetivo.

Com US$ 800 de buy-in, 2.778 pessoas se registraram no torneio, mas apenas 159 conseguiram garantir presença para o segundo dia de disputas. Entre os brasileiros, quem puxa a fila é Pedro Madeira, jogador do 4bet Poker Team, que já fez reta final em um evento da WSOP este ano.

LEIA MAIS: Rafael Reis passa blefe insano em Pavel Plesuv e puxa pote gigante no Monster Stack da WSOP; confira

O famoso “gusmaa” do online passou com um stack de 1.095.000, o 23º melhor entre os sobreviventes. Mais abaixo, outro famoso nome do país conseguiu a classificação. O “presida” Mário Júnior ensacou 485.000 fichas e aparece na 99ª colocação na tabela.

Já o craque Eder Murata garantiu um stack de 400.000 fichas para a volta do torneio, ocupando atualmente a 116ª posição entre os classificados. Fechando a lista de brasileiros, o jogador Eider da Cruz aparece mais para o fim da lista, mas ainda com chances. Ele tem 245.000 fichas para o Dia 2.

A liderança é do jogador americano Alex Miles, que conseguiu uma grande vantagem. São 2.700.000 fichas, muito confortável para dar trabalho no prosseguimento do torneio. A competição volta às 16h de Brasília. Todos já garantiram um prêmio de US$ 2.011. O grande campeão, conhecido apenas amanhã, levará US$ 269.478.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #22:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *