Elias Rodrigues avança como chip leader do Dia 1B do Main Event

Um dos principais nomes do Nordeste Poker Series é Ramon Pessoa. O craque do poker nordestino – e brasileiro – é um daqueles que voltou recentemente e já está mais do que ambientado no local em que mais gosta. Afastado por conta da pandemia por quase dois anos, Ramon voltou ao live no NPS Recife, já foi ao BSOP e agora está em Fortaleza, aproveitando os torneios oferecidos por aqui.

Nas mesas, o profissional é sempre destaque. Seja por sua habilidade ou por seu jeito, a passagem de Ramon é inconfundível. Quando não são as mãos jogadas, sua risada é inconfundível e, muitas vezes, causa risos em outros jogadores, deixando o ambiente sempre em alto astral. Dessa forma, ele é um dos mais queridos do circuito, e mostra um carinho especial pelo NPS.

LEIA MAIS: Estreando no NPS, Marcos Almeida dispara após estourar bolha e conquista o On Fire: “é um presente de aniversário”

“Eu tinha uma rotina de anos grindando online e live, então passar dois anos em casa foi bem chato. Até porque você deixa de fazer um network, de encontrar os amigos. Quem grinda online sabe que isso é bem estressante. Quando dá pra mixar os dois, fica mais divertido, você vai viajando, vê os amigos, não fica solitário. O primeiro evento que eu fui foi o NPS, porque é o que mais gosto de jogar. É onde eu conheço todo mundo, o povo é bem receptivo e a gente se sente em casa”, conta o craque.

Com a chance de rever os amigos e aproveitar os torneios, o cearense não deixou de lado a sua outra paixão e também seu principal meio de vida. Assim como em Recife e no BSOP Millions, Ramon Pessoa continuou grindando, simultaneamente, algumas mesas online. O volume foi menor, mas os resultados não. Nas duas edições do NPS, ele cravou torneios enquanto estava sentado nas mesas.

No momento da foto, ele estava no 3-handed em um dos torneios

“O clima aqui é bem agradável, eu me sinto bem, fico menos tenso e isso ajuda bem mais. Eu sempre abro uma telinha, duas, pra ir acompanhando e sempre dá certo. Lá em Recife ganhei uns US$ 9 mil enquanto estava nas mesas. Aqui por enquanto eu só joguei dois, cravei um deles, e ganhei uns US$ 5 mil”, revela, falando com naturalidade, como se fosse fácil conseguir conciliar ambos.

Seja coincidência ou não, a atmosfera e a reunião de amigos fez bem para o jogador do Ceará. De bem com a vida e até com forra recente de US$ 50 mil no online, Ramon Pessoa agora só quer se divertir nos feltros. E, pra ele, esse é o lugar perfeito para isso.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!



Confira o episódio #22 do Depois do River:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.