Felipe Ketzer leva bad beat dupla e deixa de ganhar US$ 6K na WSOP

O resultado extraordinário de Yuri Martins no US$ 50.000 Poker Players Championship foi um marco para o poker brasileiro. O vice-campeonato do jogador paranaense também trouxe algumas modificações no cenário de poker ao vivo do Brasil. O prêmio de US$ 895.614 fez a lista do “All Time Money List” do país.

Com esse hit estrondoso, o maior da carreira do “theNERDguy”, ele alcançou a marca de US$ 3.559.861 nos feltros presenciais. Isso fez com que Yuri ultrapassasse tanto Felipe Mojave como André Akkari na lista, pulando do quarto para o segundo lugar. O líder ainda é Alexandre Gomes. O conterrâneo do embaixador do partypoker tem US$ 3.712.859.

LEIA MAIS: Com straight flush no HU, Dan Cates tenta armadilha contra Yuri Martins e brasileiro escapa facilmente

Afastado das mesas, o primeiro campeão mundial lidera a lista do site The Hendon Mob há mais de uma década, mas na realidade ele só está em primeiro por um pequeno detalhe: o mineiro João Simão está com seu perfil oculto na lista, provavelmente por um pedido pessoal. De acordo com o site internacional da Card Player, ele tem US$ 5.106.460 em ganhos.

Só neste ano, Simão impressiona demais com quatro resultados insanos em Las Vegas. Dois acordos no Wynn Poker, um título e um quarto lugar na WSOP. Juntos, eles renderam cerca de US$ 1,5 milhão para o craque. Na lista do The Hendon Mob, a diferença de Yuri para Alê Gomes é de US$ 152.998. A chance de passar ainda nesta WSOP é bem realística.

Confira o top 10 do Hendon Mob atualizado:

1º – Alexandre Gomes – US$ 3.712.789

2º – Yuri Martins – US$ 3.559.863

3 – Felipe Mojave – US$ 2.889.896

4º – André Akkari – US$ 2.859.676

5º – Thiago Decano – US$ 2.174.732

6º – Marcelo Mesqueu – US$ 1.831.958

7º – Rafael Moraes – US$ 1.780.638

8º – Bruno Foster – US$ 1.728.769

9º – Bruno Volkmann – US$ 1.681.358

10º – Ariel Bahia – US$ 1.639.247

Confira o episódio #12 do Poker de Boteco:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.