Gabriel Bonfim traça estratégia e revela motivação especial para o NPS

O NPS mal deu sua largada, mas as coisas já estão pegando fogo. Além da briga pelos títulos dos torneios oferecidos na grade, o ranking de 2020/2021 é outra atração que toma a atenção dos jogadores. Na disputa, dois nomes aparecem empatados na liderança: Gabriel Bonfim e Henrique Barbosa. E o primeiro deles começou a série com o pé direito.

Logo no Dia 1A do On Fire, que atraiu mais de 100 entradas, Gabriel já garantiu presença para o Dia Final e mostrou que vai forte na luta para vencer o ranking e ganhar, além da glória, o prêmio de R$ 50 mil destinados para o grande vencedor. Regular e apaixonado pelo NPS, Gabriel relembrou a trajetória que o colocou no topo da tabela:

“Eu comecei a brigar pelo ranking lá em 2020, antes da pandemia. Eu tenho dois amigos que já venceram, Alen Fillipi e Ramon Pessoa, e eu queria completar essa trilogia, antes mesmo de começar a primeira etapa. Consegui cravar o último torneio do evento, fiz FT do High Roller. Depois que voltou da pandemia, tive a felicidade de cravar o On Fire em Fortaleza, que foi um sucesso de inscrições”, conta, passando pelos feitos.

Gabriel já garantiu troféu nas etapas anteriores

Conquistar os torneios e garantir bons pontos fizeram o jogador sonhar: “isso tudo me fez chegar perto na briga, então bateu aquela esperança de ganhar. O Henrique Barbosa é bem capacitado também, então sabia que seria difícil, mas eu poderia lutar pelo primeiro lugar. Ainda tem o Léo Rizzo, que veio bem na última etapa, é outra pedreira, por isso defini uma estratégia para ir em busca dessa vitória”, explica.

Enfrentando grandes rivais, o jogador sabe que precisa se destacar. Ele conta como pretende alcançar isso: “eu vim pra essa etapa com uma estratégia bem traçada na cabeça. Quero pontuar o máximo que der nos torneios, tentar entrar ITM na maior quantidade, já tenho um planejamento especial pra isso. Estou acostumado com a estrutura de todos os torneios. E depois é soltar o braço e tentar chegar nas cabeças”, define.

LEIA MAIS: Logo no começo do NPS, Ramon Pessoa pega coolerzaço contra KK e despacha Rafa Silva com quadra no On Fire

Além da tática predefinida, Gabriel Bonfim ainda tem uma motivação especial. Ele sabe que a luta vai ser grande, mas quer fazer história: “acho que vai ser emoção até o fim, não vai ser fácil não. Não tem nada decidido ainda, espero que as coisas corram bem pra mim, pra conquistar esse sonho, que é levar o título do ranking para a Bahia. A Bahia nunca ganhou, e agora tenho a oportunidade. Vou lutar muito por isso”, revela.

Mesmo se a vitória não vier, Gabriel sabe que vai ter feito o seu melhor. Amante do jogo e da série, ele está certo do futuro: “sou apaixonado pelo NPS, venho em todas as etapas e não vou deixar essa oportunidade passar. Espero que dê certo, mas se não der, também vou ficar feliz pelos amigos”, finaliza.

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!



Confira o episódio #22 do Depois do River:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *