Marcelo Mesqueu se torna o líder do ranking do KSOP após etapa de gala

O KSOP vive uma curiosa sina com o sucesso dos vizinhos sul-americanos no Main Event. Mesmo em um número baixo em São Paulo, os argentinos deram um grande show na etapa. A cereja do bolo veio no último ato: Fernando Rey roubou a cena no Main Event e se tornou o mais novo campeão do torneio para colocar seu nome na história do circuito. Foi o quarto título estrangeiro dos últimos seis eventos.

Depois de um acordo no 4-handed e outro no heads-up, Fernando ficou com o prêmio de R$ 155.000 por ter batido  field de 508 entradas. “É uma sensação muito linda, muita alegria, muito contente. Foi um torneio lindo, muito bem organizado e de boa jogabilidade, sempre as fichas eram muito estáveis em todos os dias”, disse o campeão, com a mesma postura séria que manteve durante toda a trajetória do título.

LEIA MAIS: KSOP Special é confirmado em Balneário Camboriú com o impressionante garantido de R$ 15 milhões; saiba mais

“Eu sou totalmente recreativo, jogo quando acompanho os meus amigos nas viagens quando eles jogam, gosto de jogar”, falou o campeão. Fernando Rey enfrentou uma mesa final com grandes regulares como Paulo Dinis, Bruno Porto, Fabio Murakami e Marcello Giordano. O torneio teve como ápice da tensão o 5-handed, citado pelo campeão como o momento mais difícil.

 

“Foi uma mesa realmente muito demorada, quando ficamos em cinco jogadores, foi bastante longo, os prêmios já estavam bem altos”, lembra. Depois da queda de Edval de Almeida na quinta colocação, rolou o acordo. “O primeiro acordo relaxou todos os jogadores que estavam no 4-handed”, acrescenta o argentino.

Fernando também comentou se sentiu alguma pressão pelos troféus. “Por minha parte, nenhuma. Não tenho nenhum interesse nisso, mas acho que os outros jogadores tiveram alguma pressão pelos troféus, pelos prêmios e até por outras coisas”, opinou.

LEIA MAIS: Belchior Santana bate Marcelo Mesqueu no heads-up e é campeão do High Roller do KSOP SP: “ganhei do melhor do mundo”

Depois do acordo, o torneio teve rápido andamento até o desfecho. Giordano conseguiu a sobrevivência no 3-handed depois de encontrar uma trinca salvadora num all in pré-flop de 22 contra QJ de Rey. Um J veio no flop, mas o craque paulista achou um 2 no river. Isso acabou sendo ruim para Alen do Santos, que poderia ter feito HU, mas caiu pouco depois dessa mão.

Foi Fernando que eliminou Alen, alcançando o duelo final contra o Giordano com boa vantagem. Eles fizeram um novo acordo. “O heads-up eu tinha uma vantagem muito grande de fichas, então era questão de jogar com as fichas e com as cartas”. O desfecho foi rápido. Em menos de 15 minutos, um all in pré-flop de AT contra A4 decretou a festa da torcida argentina.

Agora, Fernando terá a missão de defender o título do Main Event no KSOP Special em Balneário Camboriú. Ele já estava com os planos fechados de participar da etapa especial. “Mesmo antes desse prêmio já tinha esse objetivo. Está tudo reservado para ir com a família e vamos com todos para Balneário Camboriú”, finalizou o grande vencedor.

O KSOP Special vai acontecer entre os dias 27 de julho a 07 de agosto com uma premiação garantida de R$ 15.000.000. Será uma das grandes festas do poker brasileiro em 2022.

Confira como foram todas as eliminações:

Campeão – Fernando Rey – Missiones/ARG – R$ 155.000*

Vice-campeão – Marcello Giordano – São Paulo/SP – R$ 133.000*

Blinds 100.000 / 200.000

Giordano foi all in com 3.400.000 fichas com e levou call de Fernando com . O board do título foi .

3º colocado – Alen dos Santos – São Paulo/SP – R$ 118.125*

Blinds 100.000 / 200.000

Fernando Rey deu raise para 500.000 fichas do botão com e Alen 3-betou do small blind com para 1.500.000 fichas. O argentino deu call e o flop veio . Alen foi all in de 3.800.000 fichas e o hermano deu call com o segundo par. O turn foi e o river .

4º colocado – Fábio Murakami – São Paulo/SP – R$ 118.000*

Blinds 75.000 / 150.000

O argentino Fernando Rey deu raise para 600.000 fichas e Murakami anunciou all in do big blind com cerca de 2.500.000 fichas. O hermano deu instacall e apresentou dominando o do brasileiro. O flop já deixou a situação difícil para Fabio, o turn decretou a eliminação e o river só veio para ele “perder com sorte”.

5º colocado – Edval de Almeida – Guarulhos/SP – R$ 53.000

Blinds 30.000 / 60.000

Edval perdeu um coin flip valioso de TT contra AK de Marcelo Giordano com um doloroso A no river. Ele sobrou com 295.000 fichas e caiu na mão seguinte. Alen dos Santos abriu raise de 200.000 fichas no botão e Edval foi all in do big blind, recebendo o call. No showdown, o   dele não superou o de Alen no board .

6º colocado – Maicen Teixeira – Porto Velho/RO – R$ 39.200

Blinds 20.000 / 40.000

A jogada começou com raise de Alen dos Santos no small blind para 105.000 fichas. Maicen defendeu o big blind e o flop trouxe . Alen saiu de shove com apenas 5.000 fichas a mais e Maicen deu instacall com cerca de 10 big blinds. No showdown, o paulista tinha contra e o rondoniense não encontrou a salvação no turn e river .

7º colocado – Bruno Porto – São Paulo/SP – R$ 28.000

Blinds 18.000 / 36.000

Fabio Murakami abriu raise de 72.000 fichas do UTG e Bruno Porto anunciou all in de 314.000 fichas do cutoff. Fábio deu call e estava dominado de contra o de Bruno, mas o board entregou uma sequência para Murakami eliminar um dos principais nomes da mesa final.

8º colocado – Paulo Dinis – São Vicente/SP – R$ 21.000

Blinds 18.000 / 36.000

Paulinho foi eliminado num all in triplo. Ele foi all in de 329.000 fichas do UTG com e viu Fábio Murakami shovar seu stack de 2.300.000 na sequência com . Alen dos Santos embarcou na brincadeira e deu call no big blind com com 727.000 fichas. O board derrubou Paulinho e deu um potaço para Alen.

9º colocado – Igor Santana – Salvador/BA – R$ 15.400

Blinds 14.000 / 28.000

Com menos de dois big blinds no início da FT, Igor tinha uma duríssima missão e não passou da primeira dobrada. Na segunda mão da decisão, ele foi all in com seu stack de 47.000 fichas e Maicen deu um 3-bet para isolar do HJ. O do baiano não se deu bem contra de Maicen depois do board .

Confira o episódio #12 do Poker de Boteco:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.