Na review do bracelete, Lucio Lima revela ida ao banheiro durante pensativa de Joaquín Melogno em mão memorável

A review solidária de Lucio Lima na MundoTV junto com a turma do Insight Team foi uma verdadeira aula gratuita de poker. Ele passou mais de três horas abordando as principais jogadas da caminhada até o bracelete na WSOP Online, em um torneio bounty, e passou muita informação legal para o público com uma ótima didática.

Uma das mãos mais marcantes da jornada do “WizardOfAz” aconteceu já na mesa final, quando restavam seis jogadores na mesa, contra o craque Joaquín Melogno. A mão começa com raise do uruguaio para 2,1 blinds do UTG. Ele começa a jogada com 24. Lucio tem oito blinds a mais e defende o big blind com .

O flop traz e dois dão check. “Quando ele checka, na hora a gente tem que dar um range para ele. Qual é o range dele?”, pergunta o mineiro para os outros jogadores da transmissão, Renato Valentim, Raphael Guimarães e Fabrício Nociolini. O “bauruzito” é quem responde e eles fecham o range de Melogno em JJ, TT, AK, 88, A9s e possíveis K9s e J9s.

O turn vem e Lucio já está pensando na estratégia para conquistar o bounty de oponente. “Pra gente armar o all in river, pote parece excelente. O solver beta exatamente o size que eu fiz. Ele beta 65% das vezes pote, algumas vezes menor, e 5 ou 10% ele dá check”. É a ação que Lucio faz, apostando o pote. Melogno dá call.

LEIA MAIS: Neymar é campeão do US$ 530 Daily Supersonic do PokerStars em back-to-back em dois dias seguidos

O river bate , dobrando o board e completando um possível flush. O craque diz que o board é nuts para ele. “Ele não tem um combo de paus que não c-beta flop no range dele que abre do UTG. Então, a gente tá nuts. Isso é muito importante e tem gente que não identificaria e betaria meio pote, um terço e perderia a chance de ganhar o bounty dele. A gente quer por muita pressão no TT, JJ, 88 dele”, explica.

Lucio, então, anuncia all in colocando Melogno na porta. Conhecido por demorar bastante ao pensar em suas ações, o uruguaio foi para uma longa reflexão. “Ele tankou, e justo, uns oito minutos”, diz Lucio. Eis que nesse hiato o sócio do Insight decidiu fazer algo não muito comum em um momento tenso como esse.

“Eu lembro quando chegou no minuto três, eu tava apertadaço e fui no banheiro. Eu falei, ‘ah, já to nuts’”, conta o craque aos risos.

Quando voltou, viu Melogno dar o call com uma das mãos que imaginava: . Lucio conseguiu extrair o máximo, derrubar o uruguaio e ficar com o bounty. “Vendo na hora, me parecia um pouco cooler, vendo depois me pareceu um call bem otimista”, analisa mais uma vez.

“Como a gente pega esse river e define os nossos calls? A gente quer ver se o vilão tem mais blefes do que valor. E ele sem ter o J de paus, eu acho que ele meio que até bloqueia os nossos blefes. É close. Mas joguei no solver e o JJ mesmo sem paus ele ainda defende 40%. Com paus ele paga muito, 60 ou 70%. O call dele não é absurdo”, finaliza o “WizardOfAz”.

Confira o vídeo:

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #22:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *