Sábado de KSOP contará com duas decisões importantes e Ladies Event

A decisão do Warm-Up foi um dos pontos altos da sexta do KSOP. Com um número enorme de inscritos e sucesso absoluto, o Dia Final da competição se alongou bastante e adentrou a madrugada de sábado. Foram mais de 12 horas de torneio até ser definido o grande campeão do torneio, que saiu extremamente feliz do salão.

No total, 1.012 jogadores se inscreveram na competição, que teve o buy-in de R$ 600. Com R$ 100K garantidos previamente, esse número se tornou irrisório. Para se ter ideia do sucesso, R$ 100K era o prêmio do campeão após o fechamento das inscrições e os membros da FT perceberam a enorme oportunidade que tinham em sua frente.

LEIA MAIS: Fabrício Nociolini arranca para o título do High Roller Light do KSOP Rio de Janeiro e se emociona: “é indescritível”

Depois de uma longa decisão, foi o jogador de Cuiabá Ueliton Black quem se deu melhor na competição. Ele deu uma aula na mesa final de como se manter confortável no torneio, contou com a sorte quando precisou e terminou na sonhada primeira posição. Campeão do Warm Up, Black garantiu o baita prêmio de US$ 70 mil, depois de dois acordos diferentes  que reajustaram o valor final das premiações.

Emocionado com o feito, o jogador relembrou todas as suas decisões até chegar a esse ponto: “isso aqui é um sonho. Tantos jogadores querendo esse título aqui, tão difícil quanto é, mas minha caminhada é longa. São 13 anos que eu jogo poker, larguei um concurso público pra partir pra essa carreira em 2013 e já foram oito anos que só vivo disso”, conta, emocionado.

Para chegar ao inesquecível título, Ueliton Black precisou de bastante paciência. Demorou bastante tempo até que ocorresse a primeira eliminação da FT. Depois de mais algum tempo, a história praticamente se repetiu no 5-handed, com o jogo se alongando por bastante tempo.

Sabendo que precisaria usar uma estratégia certeira para chegar ao topo, o cuiabano sabia o que fazer: “eu comecei a mesa final bem tranquilo, deixei o pessoal jogar, mas não caía ninguém. Tava bem difícil mesmo. Então segurei mais, esperando a reta final, onde eu tentei acelerar mais”, explica.

Deu certo. Foi pelo final que Black disparou. Coincidentemente, foi quando uma torcida particular invadiu o salão. Aos gritos de incentivo, a festa estava armada do lado de fora da mesa e isso foi importante para o jogador. Em alguns minutos de 3-handed, ele superou os rivais e cravou o torneio, explodindo a torcida.

“O pessoal de Cuiabá, do Norte do país, tem isso a flor da pele, tem alegria. É isso que essa energia me trás. Agradeço por todo mundo que torceu, as pessoas que estavam aqui assistindo, mandando mensagem. Um abraço, obrigado e vamos pra cima”, finaliza, orgulhoso pelo feito.

Confira a premiação da mesa final:

1º – Ueliton Black – R$ 70.000
2º – Carlos Fernando – R$ 62.000
3º – Rodrigo Gurgel – R$ 56.000
4º – Rayfran – R$ 37.166
5º – Marcos José – R$ 28.166
6º – Avelange – R$ 20.966
7º – Luis Henrique – R$ 16.166
8º – Reiad Zelad – R$ 12.366
9º – Rafael Garcia – R$ 9.926

Confira a entrevista completa com o campeão:

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio #22 do Depois do River:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *