Top player brasileiro analisou por ICM decisão de Seiji na FT do 888poker

O post de Fedor Holz acusando Rodrigo Selouan e Rodrigo Seiji de collusion viralizou e por um motivo simples. Centenas de pessoas estavam dispostas a dar opiniões rasas e raivosas. 

No meio de tanta discussão, algumas pessoas se destacaram em sair do senso comum e analisar a mão de uma forma mais fria, como Dan Almeida e Patrick Leonard.

Quem também fez uma análise mais sóbria da mão foi um leitor do Mundo Poker. Jogador de high stakes, ele enfrenta diariamente os jogadores do 9Tales e resolveu abordar uma visão do spot a partir do ICM. Devido a grande repercussão do post, o jogador preferiu não revelar sua identidade. 

Confiram na íntegra a análise do top player brasileiro:

“Essa mão tem vários pontos interessantes a discutir que vão além do simples call ou fold. 

O primeiro de tudo é que existem dois tipos de regs, tem os que jogam ICM based e os que não. Para quem não tem um conhecimento tão profundo de ICM o fold vai sempre parecer absurdo, por isso vamos debater a jogada apenas pelo ponto de vista de quem pensa em ICM.

Dentro do ICM existem um monte de variáveis, pra algumas dou um peso maior, outras menor (pois acredito que esse modelo tem alguns buracos, principalmente em relacão a EV futuro). Um bom exemplo são esses spots onde a gente vai ficar muito grande e nosso EV futuro muda, e o ICM não enxerga isso. 

Por isso, de maneira geral, spots que eu considero muito close eu foldo. Já cansei de rodar mão em que dou raise com 25bb e o cara shova, e tenho que foldar AKo (mesmo que o oponente tenha mãos como AQo no spot). 

Mas também existem cenários em que você pode pagar muito mais loose, pois isso aumenta demais as chances de cravar (o EV futuro).

Sobre esse spot especificamente eu rodei algumas simulações aqui com um range que considero ser o do Selouan ali e o AJo entrou no call. Seria o bottom, com ATo sendo fold. 

Mas, eu me lembro de rodar sim em várias situações parecidas onde AQo seria fold pra shove de 8-9bb em FT, por exemplo. 

Em ICM, um pequeno detalhe faz muita diferença. Nessa mesma mão o Selouan com 1bb a mais, ou shovando de uma posição antes, AJo talvez já pudesse ser fold. Faz muita diferença qualquer detalhe desses.

Acho que o Seiji pode ter visto spot como esses em estudos dele, e ali na hora acabou optando pelo fold por lembrar dessa. Ou ele estima um range diferente pro Selouan.

Por isso fiz questão de explicar as questões de sintonia fina de ICM ali antes, porque numa FT de um torneio high stakes não se pode esperar que um spot desses seja óbvio e ABC. Por mais que eu pessoalmente desse call e ache que é a jogada correta, o Seiji é um dos jogadores mais estudiosos que eu já vi e se ele foldou ali,  provavelmente foi por lembrar de estudos de ICM em spots parecidos com esse onde é pra foldar mesmo.”

A perspectiva feita serve, principalmente, para entendermos como funciona a mente de um jogador high stakes e o que está em jogo numa reta final, onde cada detalhe pode fazer a diferença. O que vocês acharam da análise? Opinem nas nossas redes sociais. 

Para comprar e vender seus créditos de poker, indicamos a ROYALpag.com. Compre e receba em 5 minutos!

Confira o episódio do Depois do River #22:

Author: admin

Leave a Reply

Your email address will not be published.